“Davos for Geeks” – Os dois primeiros dias

Web Summit 2016

Local do Evento (espaço)

Em Lisboa, a Web Summit irá desfrutar de uma enorme sala de conferências capaz de acolher milhares de pessoas. O MEO Arena e os Pavilhões da FIL, estruturas que foram construídas por volta de 1997 com o objectivo de acolher outro grande evento, talvez o maior evento realizado em Portugal até essa data, a Expo 98, será o novo lar da conferência Web Summit dos anos de 2016, 2017 e 2018. Este local não só impressiona pelo seu tamanho e capacidade de acolher tais eventos, como também beneficia muito da sua área geral. É um paraíso para o turismo (é mesmo ao lado do banco do rio Tejo), Hotéis (alguns recém-construídos) e centros de negócios (com algumas das maiores corporações a instalarem os seus escritórios na área, como IBM, ADIDAS, NOS, Vodafone, Novabase, etc.), com uma impressionante contagem de 1731 empresas presentes.

O MEO Arena (anteriormente conhecido como Pavilhão Atlântico), é a maior sala de concertos do país. Tem uma capacidade geral de 20 000 pessoas e tem servido como anfitrião de artistas superstar como Scorpions, Guns N ‘Roses, Iron Maiden, Adele, Jennifer Lopez, Rihanna, Justin Bieber e muitos mais. Este é o lugar onde a equipa da Web Summit decidiu colocar o Palco Central, onde os oradores mais proeminentes estão perfilados para brilhar. Os palcos para oradores, os palcos de pitchs e os workshops serão colocados nos Pavilhões da FIL (também conhecidos como Feira Internacional de Lisboa), o espaço de eleição para algumas das maiores feiras temáticas que vão desde o turismo, música, automóveis e artesanato.

Dia 1

O Registo

O evento iniciou com seu primeiro grande desafio: 53.056 participantes precisavam ser registados e bem-vindos.

A organização reservou um dia inteiro apenas para esta tarefa (e foi uma boa decisão). Havia dois lugares onde os participantes podiam prosseguir com o processo de registo, um no local dos eventos e outro no aeroporto Humberto Delgado. Esta foi uma escolha interessante da organização, uma vez que apenas menos de um quinto dos 53.056 participantes eram portugueses de acordo com as últimas estatísticas do evento, pelo que muitos participantes viriam pelo aeroporto de Lisboa. Deste modo facilitou o processo de registo tendo em conta a forma como os participantes chegassem à cidade. Escusado será dizer que os mais de 2 500  voluntários  trabalharam intensamente para tornar o evento um sucesso, teve uma parte crucial a tomar neste processo. Para eles, Simdea envia um grande “Obrigado!” pelo incrível trabalho feito.

Nosso registo foi rápido, pois tudo o que precisávamos foi incluído no Web Summit App ( era obrigatório para o processo funcionar sem problemas). Tínhamos planeado dia com antecedência (como descrito anteriormente) e queríamos concluir o nosso registo no início da manhã. O local dos eventos foi programado para abrir as suas portas aos participantes às 10h e  pontualmente chegamos. O Pavilhão 4 da FIL foi usado como o lugar de apoio na conferência e naturalmente o registo foi feito lá. Trinta minutos depois, concluímos o processo, recebemos a pulseira que provou o nosso registo e estavam prontos para ir. Infelizmente, os pavilhões do local foram fechados para o dia é a única palestra programada foi a cerimonia de abertura, no Palco Centro, no final do dia.

Portanto, realmente não há nada a fazer. Felizmente, nós certifique-se de estar preparado e programado várias reuniões ao longo do dia. Todas essas reuniões ocorreram em cafés e bares nas proximidades do local. Conhecemos pessoas realmente interessantes! Um grande obrigado a todos que nos deram um pouco de seu tempo para trocar informações e contactos.

Foi muito agradável e a experiência foi muito interessante. Nós estávamos a ir uma reunião atrás de outra. Isto permitiu-nos ter uma aprendizagem recompensadora e social.

Entretanto, a cerimónia de abertura da Web Summit teve início no Palco do Centro, com a presença de Paddy Cosgrave (CEO da Web Summit) e do Primeiro Ministro Português António Costa. Desta seguiu-se algumas palestras do antigo Primeiro-Ministro de Portugal e ex-Presidente da Comissão Europeia Durão Barroso e o mundialmente conhecido actor Joseph Gordon-Levitt, entre outros.

Entretanto, a cerimónia de abertura da Web Summit teve início no Palco do Centro, com a presença de Paddy Cosgrave (CEO da Web Summit) e do Primeiro Ministro Português António Costa. Desta seguiu-se algumas palestras do antigo Primeiro-Ministro de Portugal e ex-Presidente da Comissão Europeia Durão Barroso e o mundialmente conhecido actor Joseph Gordon-Levitt, entre outros. Infelizmente, Simdea foi incapaz de garantir um assento. As filas eram extensas, horas antes do início da cerimónia e, no final, milhares de participantes não tiveram escolha senão acompanhar o evento a partir de telas gigantes estrategicamente colocadas fora da Arena MEO. Mas este não foi o único soluço que ocorreu. Durante a cerimónia, Cosgrave levou ao limite o Wi-Fi instalado,  desafiou todo o público a transmitir o evento no Facebook.

A tentativa foi infrutífera, pelo menos no telefone móvel de Cosgrave. Este problema foi frisado  na imprensa como uma das razões principais para o deslocamento das cimeiras de Web de Dublin a Lisboa, ironia das ironias, a infraestrutura Wi-Fi pobre na Irlanda. Mais tarde ele comentou sobre a questão dizendo que “Web Summit nunca é perfeito. Mas se encontrarmos algo de  errado, nós o corrigiremos”. Uma mentalidade justa, na qual concordamos.

#WebSummit #Simdea #SimpleIdeasAreTheBest

A photo posted by Simdea (@simdea.pt) on

Dia 2

Kickoff

O segundo dia da conferência iniciou a maioria das palcos que foram colocadas nos Pavilhões da FIL.

A conferência iniciou-se às 10 horas da manhã tal como no dia anterior e a Simdea iniciou o dia com a boa e velha maneira portuguesa: tomando um copo de café. Sem reuniões programadas para este dia, o plano era absorver o máximo possível, aprendendo com as empresas representadas e com as pessoas ao nosso redor. Embora já soubéssemos que seria impossível, verificamos em primeira mão que apenas duas pessoas não seriam suficientes para assistir a todas as palestras que sentimos serem interessantes de se ouvir. Não só os palcos eram um pouco distantes uns dos outros. Há sempre mais de 10 palestras a acontecer em simultaneo! Esta é outra prova de que o planeamento prévio da conferência é absolutamente necessário.

Então, quais são as palestras que acabamos por assistir?

Palestras assistidas

  1. Scaled AI solves the world’s most complex problems :: Antoine Blondeau (Sentient Technologies) :: AutoTech – Talk Robot stage
    1. A primeira conversa que decidimos participar ocorreu no palco Auto Tech, onde o CEO da Sentient Technologies, Antoine Blondeau, falou sobre o presente eo futuro da Inteligência Artificial (IA), o trabalho que sua empresa está a realizar.
    2. O ponto-chave desta palestra foi demonstrar como a IA pode resolver problemas complexos enquanto cresce e evolui constantemente. Após a Era Móvel, experimentaremos uma nova Era governada pela Inteligência Artificial.
  1. Building your brand in a mobile world :: Gary Briggs (Facebook), Kurt Wagner (Recode) :: PandaConf stage

    Mobile brand marketing by facebook #WebSummit #Simdea #SimpleIdeasAreTheBest

    A photo posted by Simdea (@simdea.pt) on

    1. A segunda palestra apresentou o ” grande” Gary Brigs, o CMO do Facebook. Ao contrário da primeira conversa que foi executa da no formato da apresentação, esta conversa tomou o formato de uma entrevista viva. O entrevistador foi Kurt Wagner, o editor sénior da Recode.
    2. Quanto ao conteúdo da palestra, foi fortemente centrada no Facebook e o que estava acontecer na empresa. Assistimos anúncio do Facebook Live e também temos uma pequena pré-visualização sobre o trabalho de Gary as peripécias da sua longa carreira.
  1. Challenging the superclubs :: Rui Costa, Domingos Oliveira and Nuno Gomes (SL Benfica), Andy Mitten (United We Stand / FourFourTwo / ESPN) :: SportsTrade stage
    1. Essa conversa foi uma das mais esperadas para nós. Todos na Simdea são fãs de futebol, inclusivé nosso co-fundador, Paulo Ribeiro, é um fanático do SL Benfica, por isso esta palestra foi muito aguardada. Tal como a palestra anterior, esta também foi uma entrevista. Conduzida pelo respeitado jornalista desportivo Andy Mitten da FourFourTwo.
    2. A intenção principal era a de discutir a forma como os clubes economicamente mais fracos, poderiam desafiar o atual domínio dos clubes mais ricos na Europa. Apresentoi o plano do SL Benfica para fazer exatamente isso.
    3. Havia espaço suficiente para um pouco de tudo nesta divertida conversa Começou por analisar o problema (força econômica e como sermos mitigados para ainda conseguir um clube competitivo), seguido pelo CEO do SL Benfica, Domingos Oliveira, explicando como o clube se aproxima e prática a teoria (uma prática que começou há mais de uma década atrás). Concluindo Andy aproveitou o facto de ter dois ex-futebolistas brilhantes no palco para perguntar sobre suas carreiras, ao qual agradou a multidão, resultando em aplausos.
  1. The art of hacking a conference :: Michael Birch (Monkey Inferno), Chris McClelland (Brewbot), Tony Conrad (about.me & True Ventures), Connor Murphy (CMTO), Cathryn Posey (Tech by Superwomen) :: Startup University stage
    1. Sendo uma empresa jovem, estávamos muito interessados nas palestras que acontecem no estágio Startup University. O objectivo desta palestra era ensinar jovens empresários a utilizarem este tipo de eventos a seu favor. Perguntas interessantes, como “Como abordar um investidor?”. Foram respondidas pelos participantes através suas próprias experiências.
  1. You will not succeed: The power of perseverance :: Brian Norton (Future Finance) :: Startup University stage
    1. Esta palestra abordou os maiores problemas que cada empresário enfrenta: o medo e a falta de autoconfiança. Brian Norton tentou explicar os problemas, identificando as origens e soluções, através da sua própria experiência.
  1. Bots: What are they good for? :: David Marcus (Facebook), Loic Le Meur (Leade.rs)  :: Center stage

    1. Bots e o seu uso atualmente um dos tópicos mais importantes para empresas de tecnologia. Com o aumento e domínio de aplicações de messenger, bots devem ser a resposta para novas estratégias de marketing e atendimento/abordagem ao cliente?
    2. Este tópico foi discutido pelo vice-presidente de produtos de mensagens do Facebook, David Marcus e fundador e CEO da Leade.rs.
    3. Ambos concordaram que as aplicações de mensagens são onde a maioria dos utilizadores e o tipo de interações fornecidas pelos bots pode ser usado e melhorado para oferecer melhor marketing e atendimento. Através destes melhora-se o envolvimento do cliente com o produto / empresa. David usou o exemplo de Facebook Messenger e o trabalho que está a ser desenvolvido no Facebook para bots, para apoiar esta visão.Bots e seu uso é atualmente um dos tópicos mais importantes para empresas de tecnologia. Com o aumento e dominio de aplicações de messenger, bots podem ser a resposta para novas estratégias de marketing e atendimento/abordagem ao cliente?
  1. Do footballers make good entrepreneurs? :: Luís Figo (Dream Football), Ronaldinho Gaúcho (Zoome), James Dart (The Guardian) :: Center stage
    1. A conversa final do dia trouxe-nos de volta a temas de futebol. O jornalista James Dart realizou uma entrevista aos empresários do ex-futebolista Luís Figo e Ronaldinho Gaúcho, onde a platéia conheceu sua experiência da transição do campo de futebol para o início de seus próprios projectos empresariais. Também como suas carreiras lhes deram um ativo inestimável nos seus negócios atuais.

Paulo Ribeiro

paulo.ribeiro@simdea.pt
Hardworking and passionate individual keen on learning and clearing any challenges coming his way.
Working in such a fast paced industry as Application Development, Paulo always aims to try and learn new technologies and new ways to perform his work, either through optimization or efficient process management. He is always open to embrace projects as long as they represent a brand new challenge and learning experience for him.

Leave a Reply