Davos For Geeks” – A Prequela

Introdução ao Web Summit

O Web Summit é uma conferência de tecnologia que se tem realizado desde 2009. Até agora, o evento chamava-se Dublin Web Summit (a cidade onde o evento era realizado) e na sua primeira edição contou com aproximadamente 400 pessoas, a maioria bloggers, jornalistas e pessoas ligadas às novas tecnologias. Desde então, o evento tem crescido de ano para ano (sendo até referido como a “melhor conferência de tecnologia do planeta”). Este ano, realizou-se pela primeira vez fora de Dublin, mais concretamente na capital de Portugal, Lisboa.

Mas porquê Lisboa? A organização do Web Summit queria expandir-se após vários anos de sucesso. Apesar de não ter sido oficialmente confirmado, as negociações com o governo Irlandês não correram bem e como tal a organização promoveu um concurso para se decidir que país iria receber o Web Summit 2016. Portugal chegou-se a frente e ganhou, e o evento será cá realizado durante 5 anos.

Este ano, foi também o ano em que o Web Summit alterou o seu foco original ‘Tech Industry’ para o tema ‘Industries affected by Tech’ tal como eles explicam no seu site: “Já não existe tal coisa como uma indústria ‘tecnológica’ – apenas indústrias que são afetadas pela tecnologia. Assim como a primeira revolução industrial, há 250 anos, deixou uma marca inegável na vida das pessoas que a viveram, a tecnologia está virar do avesso tudo o que pensamos sobre trabalho, interação social, política e a vida propriamente dita.”

Motivação Para Assistir ao Evento

Era mandatório para a Simdea estar presente!

Infelizmente, participar num evento como este é também um investimento dentro e fora do mesmo, como por exemplo os preços dos bilhetes que variam entre 300 € (se comprado um ano antes do evento se ter realizado) e alguns milhares de euros, dependendo da classe do participante [Exhibition Floor Only, General Attendee, Premium, Platinum]. Como tal, a representação de Simdea estava circunscrita aos seus fundadores André Rosa e Paulo Ribeiro.


A expectativa foi … bem … simples :). Sabendo de antemão que o evento seria realizado durante cinco anos consecutivos em Lisboa, decidimos participar na conferência deste ano como uma experiência de aprendizagem. A Simdea é uma jovem empresa de tecnologia na sua curva de aprendizagem e esta foi a oportunidade perfeita para se misturar com outros players do nosso mercado e aprender com eles. A oportunidade estava lá para agarrar: 53.056 participantes, 7000 CEOs e 15000 empresas de 155 países ao redor do mundo!

Preparação Para o Evento

Definir metas e expectativas é apenas o primeiro passo da preparação. Participar neste tipo de evento requer um planeamento muito cuidadoso, colocando a nós próprios as clássicas perguntas ‘Porquê, Quando e Onde’:

  • Porquê assistir ao evento / meeting / talk?
  • Quando é que vai ocorrer?
  • Onde nos encontramos?

Mesmo sendo a primeira vez a que se assiste a este tipo de evento, não é difícil prever que tipo de tópicos e / ou situações poderão ocorrer durante o evento. É crucial planear o tempo que temos durante a conferência, de modo a fazer tudo o que foi planeado para o dia e até mesmo acomodar alterações de última hora! É assim que o investimento feito (tempo e dinheiro) na participação na conferência compensa. Aqui está uma pequena lista de situações cobertas pela Simdea enquanto se preparava para o evento:

  • Treinar o Pitch
    • É inevitável que as pessoas perguntem quem é e o que faz. Na verdade, isto deve ser algo que vai querer fazer, pois esta é provavelmente a única maneira que tem de se apresentar e de apresentar o seu trabalho numa tentativa de capturar o investimento crucial ou parceria que deseja.
  • Planear o tempo de forma sábia
    • Tempo é dinheiro e numa conferência tão grande é necessário geri-lo cuidadosamente. A marcação de reuniões e a definição das palestras a assistir é mandatório para se conseguir aproveitar muito bem o tempo na conferência. Comparecer em eventos paralelos é outro ponto a considerar pois estes eventos serão muitos e terão uma grande afluência (incluindo pessoas que não vão estar presente na conferência em si).
  • Ser verdadeiro a nós próprios (e aos espirito da sua empresa)
    • Muitas pessoas preocupam-se com a apresentação e com razão. O velho conselho “vestir para impressionar” é verdadeiro nestas situações. No entanto, muitos caem na armadilha de criar uma “imagem” que não se coaduna consigo (ou com a sua empresa). Vestir-se adequadamente de modo a apresentar-se a si e à sua empresa é tudo, apenas dessa forma pode impressionar e extrair valor.
  • Não esquecer os cartões de visita
    • Os cartões de visita são um instrumento importante em cada evento. Deve pedir um cartão de visita sempre que faz um novo contato e tirar algumas notas na parte de trás do cartão sobre a conversa que acabou de ter. Isto permite memorizar melhor e fazer um acompanhamento adequado para ser trabalhado depois. No final, um cartão de visita também afecta a sua imagem, pois da-lhe uma imagem mais profissional.
  • Contacte com o máximo de pessoas possível
    • No fim de contas, as oportunidades de networking estão no centro das atenções quando se trata da Web Summit. Verifique a lista de participantes da conferência atempadamente e efectue uma pequena pesquisa acerca desses mesmos participantes. Se possível, foque-se nas pessoas com as quais terá mais probabilidade de contacto e oferta de algum benefício que lhes possa providenciar. Marque reuniões antes do evento e nunca recuse um contacto espontâneo (estes acontecerão com certeza) porque, no final de contas, nunca conhecerá todos os participantes no evento e poderá perder a oportunidade de uma vida numa questão de segundos.
  • Focar nas pessoas certas
    • Dependendo dos objetivos para a conferência, terá de definir um conjunto de metas a atingir. Procura cobertura dos media ou investimento? Pesquise e foque-se nas pessoas influenciadoras na área dos media ou do investimento, neste caso, que estarão presentes. Preste também atenção às redes sociais, pois, as mesmas, proporcionam informações importantes e, por vezes, boas oportunidades.

Paulo Ribeiro

paulo.ribeiro@simdea.pt
Hardworking and passionate individual keen on learning and clearing any challenges coming his way.
Working in such a fast paced industry as Application Development, Paulo always aims to try and learn new technologies and new ways to perform his work, either through optimization or efficient process management. He is always open to embrace projects as long as they represent a brand new challenge and learning experience for him.

Leave a Reply